segunda-feira, 18 de abril de 2011

Um pouco da História do Radioamador .


     Por volta de 1890, um cientista  Edouard Brandly inventou um aparelho chamado Coesor Elétrico.Este aparelho, constituído de um tubo de vidro contendo limalha de metal magnético, conseguia captar ondas eletromagnéticas à distância de algumas dezenas de metros. O transmissor consistia de um centelhador com uma bobina que produzia ondas eletromagnéticas. Um jovem estudante italiano Guglielmo Marconi, estudou o coesor elétrico de Brandly; melhorando a invenção, e realizou a primeira transmissão de sinais telegráficos sem fio através do canal da Mancha, utilizando o código Morse.
     Em 1911, surgiram as primeiras estações de transmissão de radiofonia e rádios receptores sintonizados, chamados Receptores Neutródinos.Por volta de 1917 o cientista francês M. Lucien Levy inventou um receptor chamado Super-heteródino, um sistema mais eficaz que os utilizados anteriormente. Os receptores Super-heteródino são utilizados atualmente nos modernos rádio comerciais, televisores e transceptores para rádioamadorismo. Após a Segunda Guerra Mundial, os equipamentos de transmissão de rádio portáteis passaram a ser utilizados pela população civil, sendo criado na Europa órgãos profissionais de radiodifusão e radioamadorismo.No Brasil, existe um órgão responsável pela Homologação da licença para a difusão de ondas de rádio que é a ANATEL.